31 julho 2009

Parede da família

se boa parte dos que estão nas fotografias de cima, já não estão connosco, contentamo-nos com a parte de baixo que não pára de crescer, com os que nos têm sido acrescentados.



Último dia de Escola




É a segunda semana

a tentar fazer o desfralde da Marta. A vontade dela em usar cuecas é muita (chora se lhe pomos fralda de manhã) mas não consegue detectar a tempo os sinais para usar a sanita/bacio (já tentámos os dois). Depois fica triste e envergonhada por não ter conseguido. A ver se o mês de Agosto, sem Escola, ajuda.

30 julho 2009

As eleições estão aí

O PS promete abrir uma conta de 200€ por cada bebé que nasça. Se fossem 200€ de abono, talvez houvesse mais gente a considerar...esqueçam lá isso.

Durante 2 dias

dei ainda mais nas vistas na rua, com 3 filhos e 1 sobrinha.



Novidades

na loja.




Falta um dia para Água de Madeiros





29 julho 2009

Ferrochiche

é como se diz Ferrero Rocher.

26 julho 2009

Rebeca, 2 anos.

Parabéns, sobrinha!



25 julho 2009

Faz hoje 7 anos

que nasceram as nossas gatas, a Sombra e a Nuvem.


Infelizmente, a Nuvem teve uma vida curta.


24 julho 2009

Na minha rua

esta senhora canta enquanto varre o chão. Todas as semanas.


Prendas certeiras

da minha amiga Marta.


23 julho 2009

Bem-vindo Miguel

Nasceu hoje à hora de almoço, mais um bebé de 2009.
:)

Ontem dei comigo

a ter de traduzir a nossa declaração de IRS.
Contrariamos as teorias do que é necessário hoje em dia para se viver com 3 filhos, é um facto. Se me dissessem há uns anos de que isto iria acontecer, que ia ser possível e que iamos ser ainda mais felizes, eu também teria duvidado.

Ao terceiro filho

enganei-me na foto abaixo. Ele fez 20 meses, não foram 19. Ups.

Martusca




Como sempre, da lente da Selma.




22 julho 2009

20 meses


(foto tirada pela Maria)

O maravilhoso universo masculino

chegar à sala e ver o meu filho a jogar à bola...com uma moldura de vidro.

Afinal os rapazes não são assim tão horríveis.

(sabe da parte que só se namora quando se é crescido e essas coisas todas) e segreda-me ao ouvido com quem quer casar quando for já muito grande. Pede segredo.

21 julho 2009

Ontem

almocei nesta praia, um pequeno paraíso.

Coisas da Marta

Em casa de amigos, ela segreda-me na cozinha que gosta muito do amigo que está na sala.

20 julho 2009

Foi há 7 anos.





"No dia 20 de Julho
Vou pentear o meu cabelo p'ra trás
Abraço o futuro à minha frente
Naquela menina de rosto sorridente.

No dia 20 de Julho
Vou vestir o meu fato às risquinhas
Arrisco tudo na jovem de branco
Ela colorirá o resto das nossas vidinhas.

No dia 20 de Julho
Digo adeus ao meu pai e à minha mãe
Peço ao Senhor que nos dê a bênção
De um dia vir a ser pai e ela mãe também.

No dia 20 de Julho
Vou oferecer o meu nome a alguém
Vai ser só a ti querida Ana Rute.
Ana Rute Baptista de Oliveira,
Mais o Cavaco
Vai ser muita madeira.

19 julho 2009

Coisas boas de hoje:

slingar o sobrinho Tiago.




17 julho 2009

A diferença deste ano para o passado

é que cada vez conseguimos enfiar menos tralha na bagajeira do carro. Não só por capacidade minha em reduzir o número de coisas, mas também porque já não carrego com biberões, leite especial, bolachas, boiões de fruta. Tenho 3 filhos, cada vez menos bebés.

Absolutamente verdade:

O livro está à venda, pode ver-se em digital aqui: http://pr7.deusadolar.com


16 julho 2009

(In)felicidade

Estive de perto com duas pessoas que não podem ter filhos. Uma mulher infértil, outra com o marido infértil. Eu, a mãe de 3, faltavam-me as palavras para consolar quem não consegue ter nem 1. Engraçado, que no meio de todas as histórias, ambas me diziam - em alturas diferentes - que o que mais pediam a Deus era que não as deixasse ser amargas. Que se fosse esta a vontade d'Ele, que as ajudasse a aceitar.
Espantei-me com a tranquilidade delas, apesar da dor. A proximidade de mim, apesar da diferença. A esperança em Deus, apesar da espera. A alegria no rosto, apesar da tristeza.

Aprendi tanto a semana passada.

Fazei isto em memória de mim (*)


(*) Lucas 22


15 julho 2009

Faltam 16 dias

e não se passa um que a Maria não nos relembre que estamos quase a ir para o Acampamento familiar.

Diferenças em 1 ano









14 julho 2009

Ideias práticas

de tudo, aqui.

À saída da Escola

prendia-os nas cadeirinhas e a Marta:

"Mamã, sabes uma coisa? Eu sou parecida com tu!"

reacção da Maria:

"Tu és parecida mas eu sou igualzinha à mamã!"

No acampamento

a Marta olhava-me fixamente enquanto eu arrumava as coisas dos trabalhos manuais.
Quando parei e olhei para ver o que ela estava a fazer, ela olhava-me fixamente a rir:

"Mamã, eu gosto de ti!"

Imaginação fértil

Maria: "Mamã, o que acontece se esmagarmos um bicho da conta?"
Mamã: "Ele morre, mas não precisamos esmagar os bichos..."
Maria: "Mas eles morrem para sempre?"
Mamã: "Sim, o bicho morre e deixa de ter vida."
(silêncio por uns segundos)
Maria: "Mas eu acho que mesmo que o bicho da conta morra eu não me esqueço dos números nem de contar 1, 2, 3, 4..."

M grande.



13 julho 2009

Alex

Já com muitos anos de acampamentos e muitos a tomar conta de crianças, não há dúvida que há uma diferença entre o agora e o antes. Recordo-me de ter pena de determinados contextos familiares, de semanas com miúdos de bairros carenciados, de ter em mente a necessidade de manter alguma distância, para depois o adeus não custar tanto.

Esta semana, houve um miúdo que me tocou e que, desde sábado, não me sai da mente. Talvez porque não se encaixe em nenhum dos tipos de miúdos que conheci neste contexto: meigo e obediente, sem ser excessivamente peganhento ou exuberante. Apaixonei-me por este miúdo, e custa-me saber que à noite ele partilha o quarto com mais outros tantos, cujas famílias simplesmente se desmembraram, ou nunca existiram.

Viver uma coisa destas depois de se ser mãe, é outra coisa.



12 julho 2009

Nasceu a Maria Clara

12 semanas antes do previsto, com uma vitalidade extraordinária para quem pesa pouco mais de 700g.
Agradecemos a Deus por mais este nascimento e pedimos-Lhe que conserve a saúde desta bebé, juntamente com a da mãe, a Rute.

11 julho 2009

Na hora de vir embora

a Maria enfiou-se no quarto a chorar porque não se queria despedir de ninguém nem vir embora.
Começamos cedo com o síndrome pós-acampamento.

10 julho 2009

A semana chega ao fim.

Amanhã voltamos todos para casa. Sem nenhuma baixa. Apesar de todos os receios, todos os miúdos se aguentaram sem imprevistos de maior. Dois deles lembraram-se dos pais à noite, em alturas diversas, mas muita animação, actividades e companhia uns dos outros, ajudaram que esta semana fosse alguma coisa de especial. Os mais velhos vêm para ensinar, mas somos os que aprendemos mais, feitas as contas. Ao menos esta semana posso dizer que estou - como habitualmente - muito cansada, mas desta vez por bons motivos.


08 julho 2009

O que é que

criancinhas entre os 3 e os 7 anos falam, estendidos nas suas camas, ao deitar?
Não sei, mas é com este ar de "pessoínhas" que os encontro, quando vou desejar as boas noites.
Que ternura.

07 julho 2009

Dias no acampamento III

video


Meu Deus é tão grande, tão forte e potente
Nada há que não possa fazer.
Os montes são d'Ele, os rios são d'Ele
E os céus lhe pertencem também.
Meu Deus é tão grande, tão forte e potente
Nada há que não possa fazer.



Dias no acampamento II

Prima Ester: "Bem, Maria, vi uma foto tua em biquini, parecias uma modelo!"
Maria: "Não estava a mostrar as maminhas, pois não?"



Dias no acampamento

Duas miúdas do Norte, uma de 4 anos e uma de 6.

"Isto está bué sujo!"

reacção da mais velha:

"O quê? Já estás a falar como os de Lisboa?"

06 julho 2009

05 julho 2009

No acampamento

as idades das crianças variam entre os 3 e os 7 anos. Eu e o Tiago dormimos num apartamento com o Joaquim e a Marta, mas a Maria já dorme nas camaratas com as outras meninas e respectivas monitoras de quarto. A Maria já nos pediu várias vezes para irmos embora, como os pais dos outros meninos. Já lhe expliquei que não pode ser, somos parte da equipa que orienta o programa.

"Mas eu queria ficar aqui sozinha!"

Se dúvidas houvesse que ela já estava preparada para se aguentar sem nós...

É a primeira vez

que estou no Alentejo no Verão e não está calor (insuportável).
Que bom.

Rectificação.

Não são 12 crianças, são 14.

04 julho 2009

Uma semana fora.

Não são férias, anda muito longe disso. Calor alentejano e 12 crianças com idades entre os 3 e os 6 anos, que tentaremos aguentar longe dos pais por 7 noites. Vai ser desta que o meu marido desiste de ter uma família numerosa. Ou talvez não.

Ninguém disse que educar é fácil

nem que a minha paciência não se esgota.

Maria, 5 anos: um drama de choro sentido e bater de porta porque ia de saia-calção para a escola (e não apenas de saia).
Resultado: foi de calças.

Esqueci-me de dizer

a primeira coisa de todas que fiz com a Bimby foi caipirinha. Já repeti.

Maria, 5 anos.

Oração à refeição, no meio de outros agradecimentos: "Obrigada Senhor pelos alimentos, que são a prova do nosso conforto".

Viajar à pendura















02 julho 2009

Actualizações, stop.

Em 2 semanas vou em 3 saídas nocturnas Stop. Tenho muito trabalho Stop. Na próxima semana vou estar a tentar orientar um grupo de 12 criancinhas dos 4 aos 6 anos, Stop. Tenho muito que fazer Stop. A Bimby não pára de trabalhar Stop. Já fiz arroz doce, gomas, gelados, queques, um sem número de sopas, massas e outros Stop. Eu vou chorar quando tiver de a devolver Stop.