18 janeiro 2010

Andar de táxi pela primeira vez

com três crianças no banco de trás. Para além de não haver cadeirinhas (é muito, muito estranho), iam hipnotizados. O Joaquim chamava o condutor de "avô" e as miúdas, à saída, só perguntavam quando é que o senhor voltava para nos ir buscar. Acharam o máximo.