24 fevereiro 2010

Não têm sido dias fáceis.

Tem acontecido, por vezes, pessoas que lêem este blogue mas com quem não estou ou falo regularmente, não terem a dimensão do problema que estou a passar nesta gravidez. Vivo constantemente com a ideia de ter de ficar no Hospital, com tudo o que isso implica. Assusto-me mais quando me apercebo o que poderá implicar ter um prematuro.

Se não quero fazer deste blogue um muro de lamentações, também me parece fazer pouco sentido esconder ou minimizar o que quer que seja desta situação. Isto tudo por um simples motivo: eu acredito no poder da oração e sei que Deus é soberano. E a intercessão só existe quando as pessoas partilham umas com as outras os seus problemas.

Isto é uma coisa que 2010 me tem trazido: dividir o que tem de ser dividido faz todo o sentido. Não faz mal se o meu calendário de oração tem cada vez mais nomes, a memória de Deus não se esgota. Muito obrigado a quem me tem incluído.