04 fevereiro 2010

Refluxo urinário, mais uma vez.

Este tema é um bocado cansativo, pelo menos com a nossa Maria. Desde os 5 meses que aguardamos que este problema se resolva pela via natural, mas tudo parece indicar que fugimos ao tradicional. A maioria das crianças com o grau 3 de refluxo acaba por o ver desaparecer por volta dos 4 anos. Com a Maria, chegamos aos quase 6 e permanece.

Há um mês voltou a ter uma infecção e, quando tudo parecia indicar que iamos ter de partir para esta intervenção, ficamos a saber que - uma vez mais - o refluxo dela mudou de sítio. Já teve no ureter esquerdo, direito, nos dois ao mesmo tempo, voltou para o esquerdo e agora está novamente no direito. Isto, juntamente com uma bexiga grande, compromete o sucesso deste tratamento.

Entretanto, e porque apesar disto tudo, ela esvazia bem a bexiga e nunca tem acidentes, vamos tentar fazer um medicamento que a ajude a não acumular bactérias e aguardar, pacientemente, mais uns meses.



(exemplo de refluxo urinário à direita)