18 fevereiro 2010

Um avô

surpreendido com a quantidade de palavras que a neta escreve, sem ninguém lhe ter ensinado, e com a lógica de juntar as letras, pergunta: "Que espectáculo, Maria, como conseguiste fazer isso tudo sozinha sem ninguém te ensinar?"

Resposta da neta: "É simples, avô, o meu cérebro pensou e eu escrevi!"