02 outubro 2010

Maria Cavaco, 1ºA - nº 14

3 semanas de Escola primária e fazemos um primeiro balanço. Dado o entusiasmo que antecedia os primeiros dias de aulas, juntamente com uma experiência sempre feliz com as anteriores escolas (contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que terá ficado a chorar), não contava que este começo pudesse ser tão duro.

Todo um mundo novo, um desconhecimento total dos colegas e funcionários (que se conhecem todos do ano passado do pré-escolar) e uma professora que se mostrou um pouco rígida logo de início, fizeram com que as duas primeiras semanas se tornassem um desafio. A Escola fica mesmo nas traseiras da nossa casa (um passeio sem trânsito, eu vejo o recreio da minha varanda) e isso levou-nos a decidir que a hora do almoço seria passada em casa. Acontece que da parte da tarde, há uma divisão de actividades (deixa de estar com a professora principal por volta das 15h30m para ficar encarregue a um dos 4 professores das A.E.C. - actividades extra curriculares). Alguma desorganização deste período não ajudaram. Acabei por ter de falar mais do que uma vez com a professora e o facto de as funcionárias da escola serem bastante atenciosas com os miúdos ajudou.

Por último, os primeiros dias não foram mesmo de aprender. Com a começo do ensino e alguma rotina instalada, vemos retomado o entusiasmo inicial que a Maria tinha. Todos os dias verificamos os cadernos (irrepreensíveis, todos alinhados) e ajudamos nos trabalhos de casa.
A nossa filha mais velha entrou no ensino oficial!