29 março 2011

Trancinhas

A minha filha Marta pediu para usar tranças. Nada de especial, pensam aqui os leitores. Mas tem tudo de especial, a minha filha Marta é aquela criança que já aqui expliquei mais do que uma vez, que só usa fitas no cabelo (raramente direitas), que não suporta ganchos e que não faz um totó há seguramente uns dois anos, a última vez que lhe consegui amarrar o cabelo, numa altura de calor.

Ontem, pediu tranças. E não desistiu a meio do penteado, nem quando sentiu o cabelo amarrado. E melhor, chegou a casa ao final do dia com elas. Hoje, quis levar outra vez. E fica tão gira.