24 maio 2011

Um bicho.

Foi no que me tornei nos últimos dias. Uma comichão que depressa se converteu numa pele irritada, cheia de relevos e vermelha. Uma sensão de queimado, que depois dói. Fiquei a ter a certeza, 15 anos depois, que quando se é mesmo um doente urgente, não esperamos em sala de espera nenhuma e somos logo atendidos (Hospital S. Francisco de Xavier, excelente). Os enfermeiros tomaram sempre a iniciativa de me colocar catéter e tirar sangue ainda antes de ser vista pelos médicos, e isto tudo junto nunca demorou mais do que dez minutos. Foram duas partes de noite e uma tarde, sempre a mudar de medicação para combater uma reacção alérgica que - excluindo outras hipóteses - pode ser ao Sol.
Agora ando a tentar recuperar de muitos sonos perdidos. Menos inchada e ainda dorida, mas melhor.

(E aguardo consultas de especialidade).

Obrigada a quem tem estado e se tem preocupado. Sabe bem!