31 janeiro 2012

Agradecimentos diferentes

Num dos momentos devocionais da semana passada, a minha filha Marta agradeceu porque um colega tinha batido não sei onde e ela tinha visto sangue. Por aqui, tentámos recapitular a ideia de agradecimento, à qual ela acenou e disse: "Sim, mas eu vi sangue!"

Há dias emocionantes na vida de uma criança.

No momento da oração...




Vírus simpaticus

A Marta tem estado adoentada desde a madrugada de sábado. Mas nada que lhe tire muito a disposição (foi sempre assim). A diferença de ter a Marta em casa é que o Caleb faz muito menos disparates, porque ela tem a paciência de o incluir nas brincadeiras dela, e assegurar que ele não asneira em demasia.

Num dos momentos em que estava a tratar das coisas pela casa, fui dar com o Caleb deitado no colo dela. Só tenho pena que quando me lembrei de registar, ele se tenha começado a mexer!






As raízes

Das fotos mais bonitas que vi em toda a minha vida:

De Kennyaata Amaru Ghablib.


30 janeiro 2012

Caixa de chá

O carteiro chegou na quinta-feira e eu não estava em casa. Quis na sexta que também estivesse ausente grande parte do dia e não conseguisse ir aos correios. Tinha um aviso para levantar e o nome com o remetente. Sabia que me esperava uma surpresa (e eu gosto de surpresas!).

Hoje, lá consegui ir levantar esta prenda: uma caixa de chá com nuvens, pintada pela Nani.

Gostei tanto, tanto, tanto!





27 janeiro 2012

!

As brincadeiras de rapazes, mais do que tontas, chegam a ser perigosas. Rebolar no chão e simular lutas é coisa que me deixa sempre perplexa, pela diversão que lhes traz. Esqueço-me que cresci com 3 rapazes...
Pois bem, depois de saber que o Joaquim tinha ido para outra sala "pensar" por ter estado na mesma brincadeira de lutas com um colega por diversas vezes, no dia seguinte pergunto-lhe se já se portou bem novamente. Resposta pronta, de olhos arregalados:

"Portei muito bem. O Ricardo queria lutar mesmo, mesmo. Mas eu não lutei mamã. E ele queria mesmo, mesmo lutar!"

Quando Deus entende...

(notícia retirada do FB)


Coisas perfeitas

Lulas grelhadas, legumes cozidos ao vapor, um fio de azeite.





26 janeiro 2012

Haja satisfação.

A manhã de segunda-feira foi no médico, com o Joaquim. Suspeita de infecção urinária. Este meu filho surpreende-me. Gosta de ir ao médico, fala com todos os enfermeiros ("Como é que todos sabem o meu nome, mamã?" - maravilhado), faz análises, e no momento de vir embora, com ar desconsolado:

"Oh, mas eu queria fazer mais exames, eu quero ficar mais tempo no hospital!"

On my mind.

Há 30 anos, S. Domingos de Benfica, R. Conde de Almoster, nº : 78 19 22, num da mesma cor que este.

Há coisas que nunca se esquecem.



Para a João:




Sol de Inverno








(Fotos minhas e da Xana)


Independência

No fim-de-semana passado, a Marta teve direito a ir dormir e passar um dia completo a casa de uma colega da escola, cuja mãe conheço há muitos anos. Foi a primeira vez da Marta fora de casa, sem nenhum dos irmãos a acompanhar.

Fui recebendo fotos e informações no telemóvel, e quando a fomos buscar estava pronta para futuras combinações.

O comentário que ouvi quando cheguei: "A Marta é tão descomplicada, sempre pronta a alinhar em tudo!"




25 janeiro 2012

Quando não está a guinchar ou a inventar asneiras,

espalha charme.

(Foto da Vera Marmelo)


We are family


Ainda acerca de domingo, e porque esta é a única foto que tenho em que aparece o nosso grupo fundador da Igreja Baptista de S. Domingos de Benfica, tenho uma grande alegria no meu coração por esta família com que Deus nos tem presenteado. São irmãos que ganhámos e que estão connosco constantemente, a quem recebemos em casa como se sempre o tivéssemos feito, com quem dividimos tristezas e celebramos alegrias.

Apesar de este grupo de pessoas que aparece na fotografia ser o grupo que oficialmente faz parte da Igreja, havia um número quase igual a este, espalhado no meio da assistência. Um grupo de pessoas que (ainda) não são membros formais, mas que estão connosco fielmente há já largos meses.

A eles, também os sinto como família e aguardo com muita expectativa tudo o que Deus tem preparado para o futuro!

24 janeiro 2012

Foi um grande domingo





(Primeiras 3 fotos da Vilma, a última da Vera Marmelo.)


20 janeiro 2012

Festa!

Há pouco mais de 4 anos, nascia uma pequena Missão em S. Domingos de Benfica. Chama-se Missão a um trabalho que uma Igreja abre num local, trabalho esse que se pretende com crescimento, autonomia, responsabilidade. Tal como criamos os filhos e esperamos que tenham depois as suas próprias vidas longe das asas protectoras dos pais, assim as nossas Igrejas criam Missões.

Quem acompanha este blogue há esse tempo - ou mais - poderá ter uma noção do que tem sido. Um trabalho pequeno, no início ainda sem muita consistência e inexperiência da nossa parte, que tem crescido. E nós, crescemos com ele. Hoje, somos uma pequena Igreja com um grupo fiel e comprometido com a Palavra de Deus. Queremos crescer, não só em número, mas nessa consistência. Desejamos vidas regeneradas, a Graça de Deus a invadi-las.

No domingo, a nossa Missão torna-se Igreja. Com este momento, o Tiago assume formalmente o cargo de Pastor. Será um dia muito especial, em que qualquer pessoa é convidada a assistir. Será pelas 16h no Cine-teatro em Moscavide.

Localização, aqui.

19 janeiro 2012

Demora muito, ou faz serão?

Por mim, podia ser só disto. Convinha era que este frio fosse dar uma curva.









5 minutos.

A Sónia Morais Santos, mais conhecida pelo blogue Cocó na fralda, desafiou-me para um pequeno momento de conversa sobre ser família numerosa, o tema desta semana deste programa na Antena 1.

Aqui está:

"Nós, Vencedores" é um programa que renuncia o lamento e o fatalismo. Traz-nos histórias de quem não se conformou. De quem, perante um problema, arregaçou as mangas, lutou e... venceu. Todas as semanas um tema diferente, histórias de vitórias distintas. A conversa com quem venceu a crise, com quem venceu o cancro, com quem venceu o vício. Vamos conhecer histórias de quem venceu a infertilidade, de quem venceu a deficiência, de quem venceu o medo. Um programa recheado de bons exemplos. De gente que deu a volta ao destino e escreveu o seu próprio final feliz. 
Realização de Sónia Morais Santos 
Produção de Joana Jorge
De 2ª a 6ª Feira às 18h55


Link original aqui.


18 janeiro 2012

Não provem, pode causar dependência.

A culpa é da Alê, que sempre que vem a Portugal nos traz uma caixa inteira. Cá em casa, todos gostam (muito!). O mês passado cravámos o Silas para trazer, e agora com o stock a terminar, chegou a Alê. Uma caixa inteirinha, que desgraça.



17 janeiro 2012

O minimalismo não quer nada comigo.

E na verdade, eu também não quero nada com o minimalismo.





16 janeiro 2012

Cristo Rei

No sábado, fomos ao Cristo Rei. O dia estava bonito em Oeiras, mas a meio caminho na ponte 25 de Abril, tememos o pior: nevoeiro cerrado. Mas quando chegámos ao destino, deparámo-nos com este cenário bonito.

No regresso, o clássico piquenique na Serafina, onde só se estava bem ao Sol.









Filmagem da Maria:


video


13 janeiro 2012

Pouco importa que não faça sol,


se abrimos a janela e nos deparamos com este cenário.
Dizem os entendidos que este conjunto de nuvens se chama Stratocumulus.

-Oeiras, hoje pela manhã-


12 janeiro 2012

Convite aos pais, para falar sobre profissões.

Final do dia, a Maria chega a casa com um convite da Escola.

"Mamã, eu preciso mesmo de saber que profissão vocês têm!"

(Ela sabe bem o que fazemos, não o soube foi dizer numa só palavra! Mas o ar dela de pânico teve piada.)

Consulta de oftalmologia


Lá fomos nós outra vez, ver como anda o olho do Joaquim. A evolução tem sido muito lenta. O normal é ficar a ver bem, ao fim de um mês de operação. Mas nessa altura, o Joaquim ainda só via 10% do olho esquerdo. Continuámos o tratamento de gotas, que consiste em dilatar o olho que vê bem, para obrigar aquele a ser usado. Hoje vê 40%. Ainda é muito pouco, mas o olho dá sinais de querer recuperar. É continuar o tratamento e confiar que em Março, altura que regressaremos à médica, já veja um bocadinho melhor!

Contas sem dedos

Cada um partilha um motivo de agradecimento do dia, sendo que calha à Marta fazer a oração.

Joaquim: "Eu queria agradecer porque andei de triciclo na escola, e brinquei com o Cândido e com o Ricardo."

Maria: "Eu hoje consegui fazer uma conta de somar das grandes sem usar os dedos. Eu explico: eram 13+9+ mais não sei o quê (e continua a desenvolver a ideia)"

Marta, interrompe, aflita: "Mas eu não vou conseguir agradecer por isso que a Maria disse!"

Prioridades



11 janeiro 2012

20 meses