31 outubro 2012

Reforma Protestante

31 de Outubro de 1517





7

Anotar - pelo menos - 7 motivos de gratidão, todos os dias.




Doce Marta

Estive doente uns dias e tivemos que alterar uma série de planos e combinações aqui por casa.
A chegar da escola, a Marta diz-me que depois deverei telefonar a recombinar uma ida dela a casa de uma colega.

"Ela disse para ligares na sexta. Mas eu disse que tu estavas doentes. Por isso, olha, se não conseguires ligar para eu ir, não faz mal. Eu não me importo."

Isto enquanto encolhe os ombros.

30 outubro 2012

Eucharisteo

Não temos de ser o que o passado fez de nós. Aceitarmos um presente condicionado pelas feridas que teimamos escarafunchar, é ignorar Jesus gozado, maltratado, morto.

 Eucharisteo é o sentimento em que me quero afogar. E fugir de tudo o que não me permita vivê-lo. Gratidão, alegria e graça.

 - Vejam até ao fim, vale mesmo a pena-

24 outubro 2012

Rapazes





Ao domingo cantamos juntos.

video

Ó duvidar poderei eu jamais
Desse insondável amor de Jesus
Ele me veio trazer sua paz
Dando-me entrada no reino da Luz.

Cristo, meu Mestre, veio por mim.
Veio por mim, veio por mim.
Cristo, meu Mestre, veio por mim.
Veio para me salvar.

Cristo, meu Mestre, Divino Meu Deus
Quis-me remir e me dar seu favor
Ele me abriu o caminho dos céus
E me adoptou como filho de amor.

Vou-me entregar a Jesus,
E fiel quero fazer conhecido esse amor
Que me salvou de uma morte cruel
Quero viver para meu Salvador.



22 outubro 2012

Marta

Tirou os pontos no sábado e está como se nada tivesse acontecido.




Cinema em casa dos avós




- Fotos da minha irmã-


J





Downton Abbey, o regresso

Desde há uma semana que o gravador de episódios voltou ao activo!


DOWAGER COUNTESS “I’m so looking forward to seeing your mother again. When I’m with her I’m reminded of the virtues of the English.”
MATTHEW “But isn’t she American?”
DOWAGER COUNTESS “Exactly.” 


19 outubro 2012

Da barriga para o coração.


Há uns meses transformei o meu colar dos filhos, de curto para comprido.
Passaram-me todos pela barriga, para andarem junto ao coração.

18 outubro 2012

32.


Eu teria uns 9 anos e a minha irmã Raquel uns 5/6 anos. Arrumávamos a cozinha de uma ponta à outra, e no final ainda decorávamos as bancadas e escrevíamos recados e desenhos. Reparem bem no ar limpo e brilhante do lava-loiça! Ficava tudo irrepreensível. Das memórias que recordo com mais prazer da nossa infância, é esta mistura de termos de arrumar a cozinha (não era uma escolha) e decidirmos decorá-la a seguir (coisa que nos divertia!).

 A minha irmã faz hoje 32 anos. Parabéns, Raquel!

35! - II





35!

Fez ontem 35 anos, e poderia enumerar uma série de coisas invulgares e boas que o marido que Deus me ofereceu, tem: fica alegre com os gestos mais pequenos, adapta-se a qualquer hábito gastronómico, é provavelmente a pessoa menos consumista que conheço (passam-se meses e meses sem comprar nada para ele), não se deita sem mim, diverte-se com quase tudo, gosta de passeios simples, ri-se de si próprio e poderia continuar. Mas o facto de ter na nossa família a prioridade principal, e ter sempre o foco em Deus, é o que me deixa mais agradecida.
Deverá dar para compreender por que é que me estou a ralar para o facto de ele (ainda) não saber cozinhar. :)





16 outubro 2012

Viva!

Nasceu mais uma bebé, filha dos queridos amigos Sofia e Filipe, a juntar-se às manas gémeas, 
Ana e Helena. Dia feliz, este!

(Depois de uma cesariana de gémeas, um parto normal com uma diferença de 15 meses, faz repensar muitas das teorias que se dizem sobre as cesarianas, a sua necessidade de reincidência, e também do tempo entre partos.)

!


Vinha a caminho de uma manhã intensa no Hospital com a Maria. Análises e exames, a uma febre que se estendia por mais dias do que o normal. Pensava no descanso, quando toca o telefone.

A Marta ia a caminho do Hospital. Numa brincadeira, um objecto tinha ido ao encontro do nariz dela.
Um golpe relativamente fundo (para ser simpática com quem me lê) e a necessidade de pontos, numa zona a jorrar sangue tipo chafariz e entre os olhos, difícil para alguém se abstrair, com dores. Anestesia, eu agarrada a ela a segredar-lhe coisas (o espanto do médico ao facto de ela começar a respirar fundo quando lhe dizia) e 3 pontos certinhos.

"Mamã, porque é que toda a gente no hospital diz que eu me portei muito bem? Eu chorei e tudo..."

(Porque te portaste MESMO bem, filha. Já aqui a mãe, parece que lhe passou um camião por cima.)



15 outubro 2012

Sabe mais do que uma criança de 7/8 anos?


Os 10 mandamentos, ditos de cor, na Igreja. Pelo Tomás e pela Maria.

Papá




*

Joaquim e Caleb, com a mesma idade.
No mesmo carrinho, e também ambos em casamentos. Cheios de sono.





12 outubro 2012

O lar.

Quando em Deut. 6  lemos: "E as escreverás [as palavras de Deus] nos umbrais de tua casa e nas tuas portas" é fácil pensarmos na decoração da nossa casa. De como ela reflecte, ou não, a forma como Deus vive em nós.

Se a temos imaculadamente limpa e arrumada, pouco funcional para receber outros, e a vemos apenas como o nosso canto de privacidade e um espaço pensado à medida. Por outro lado, uma casa pouco personalizada e pensada, pode ser descaracterizada e sem vida. Por fim, uma casa desarrumada e desorganizada também pode ser reflexo de desordem espiritual.

Será que Deus tem a ver com a decoração da nossa casa? Claro que tem.



11 outubro 2012

Urso.

Antes de partirem, os primos distribuíram os brinquedos que não iriam levar com eles para o Mississipi. Num dos últimos fins de semana todos juntos, o Joaquim trouxe com ele este ursinho Pooh. O que os primos não adivinhariam - nem nós - é que quem o adoptaria mais tarde, dando-lhe de comer, mudando-lhe a fralda e dormindo com ele, seria o Caleb. Nestes dias em que está adoentado (viroses de Outono, nada de mais) é literalmente a sombra dele por onde anda.

Ah, e para o Caleb, o nome dele é "Urso", não vale a pena insistir.




10 outubro 2012

Caramba

Parece que cada vez que como destas bolachas de cacau, típicas dos Açores, que gosto ainda mais do que da última vez. Parte do sabor ganha importância porque um pacote acaba depressa, e não existe data marcada para comer da vez seguinte. A não ser que algum amigo vá aos Açores e se lembre de nós. :)


Reavaliações pós-Verão

Reorganizam-se as roupas nos armários, em que as mangas e bainhas parece que encolheram, e contabilizam-se as gramas de cada um.



09 outubro 2012

Combinações perfeitas

Sol de fim de dia + Marginal.




08 outubro 2012

Há coisas que as mães fingem que não estão a ver

(e sorriem por dentro).




Ao domingo cantamos juntos

video

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
Graças a Deus!

Re-post

O frigorífico como uma representação do que somos como família: cheios de pessoas ao nosso redor. E de afectos.




Encontro nacional de Jovens

Comecei a fazer contas e talvez o último ano a que tenha ido ao 5 de Outubro em Água de Madeiros, tenha sido 1999. Chegar à conclusão que alguns dos adolescentes que por lá andavam na sexta-feira passada e que caminham a passos largos para este estatuto, nasceram nesse mesmo ano, é aperceber-me que sou jovem, mas já não assim "tão" jovem. :)






04 outubro 2012

Obrigatório


Pode até ser um dia, em que por algum acaso, não vamos comer sopa (o que é mesmo raro), mas fruta, seja cortada, à dentada ou misturada, essa é obrigatória.

02 outubro 2012

"Avó..."

Hoje, em casa dos meus pais, vejo um dos 1001 livros que a Maria fez para os avós. Cheio de ideias e pormenores deliciosos, como : "Os meus avós gostam de animar a casa, e sei que gostam muito de mim quando me explicam coisas. Com o meu avô, aprendo os meses do primeiro semestre, e com a minha avó, aprendo as diferenças entre os glóbulos vermelhos e os glóbulos brancos."

Tinha a idade da Maria, quando perdi a avó de quem herdei os caracóis no cabelo. Dela, guardo as idas ao mercado, o xaile verde, as unhas vermelhas, o cuidado com a casa, as comidas, a cama de lençóis bem entalados, a carteira cheia de coisas reais em que eu podia mexer.

Desta avó guardo muito menos coisas do que da avó que me viu crescer para lá dos 20 anos. Mas as avós são todas diferentes, e por isso, indispensáveis. E há dias em que ainda precisava de voltar a ser neta, e fazer as perguntas, com a avó a  responder-me. Na certeza de que gosta de mim. Como só as avós gostam.


- Os brincos e o anel da avó Zé, com unhas vermelhas a condizer com ela.-


01 outubro 2012

Prov. 16:1-3

"Nós podemos fazer os nossos próprios planos, mas o resultado final está nas mãos de Deus. Podemos pretender provar que temos razão, mas Deus convencer-se-á disso? Entrega o teu trabalho ao Senhor, e os teus planos irão por diante."