20 março 2013

Domingos, esses dias cheios.

Aos domingos, chegamos de manhã e saímos ao final da tarde. É frequente amigos saberem desta nossa rotina e comentarem do cansaço inerente a este dia. É, de facto, um dia cheio. E pode-se dizer, cansativo. Mas é um bocadinho como aquele cansaço de quem vai ao ginásio e chega a casa a sentir-se bem por ter feito exercício. Os domingos são o dia do Senhor, e não há nada melhor do que poder reservá-lo para cantar, aprender, conviver, abraçar, rir, chorar. Tudo para que no final Deus saia agradado e engrandecido com o que fazemos.

Os domingos são o melhor dia da semana, e não os trocava por nada.