15 julho 2013

Destreza bíblica

Em miúda, era o meu concurso preferido. Consistia em serem-nos dadas referências bíblicas, e quem as achasse primeiro colocava-se em pé com a Bíblia já aberta no sítio correcto. Não valia folheá-la depois disso, e caso fossemos mesmo a primeira criança a consegui-lo, era-nos dada permissão para então a lermos e ser confirmada a nossa pontuação.

Tinha duas Bíblias, mas a que usava para o efeito tinha a capa mole, e estava sem marcadores. Parecia que os meus dedos iam lá parar rapidamente, mesmo quando não tinha bem a certeza a ordem correcta dos profetas menores, e o Velho Testamento ficava um bocado turvo na ordem da minha memória.

Ontem foi dia de destreza bíblica, na classe dos 7-12 anos, com perguntas incluídas. E foi divertido!