20 novembro 2013

Ser livre

Apesar de fazer parte de uma minoria religiosa, vivo num país cristão. Tento relembrar-me, cada vez com mais frequência, de que a liberdade se paga muito caro em demasiados países do mundo.

Em Portugal, se me apetecer sair à rua com a Bíblia na mão, o mais que me pode acontecer é ser olhada de lado. A minha Igreja abre portas sempre que quer, recebemos quem queremos na nossa casa, podemos cantar e louvar livremente.

Fico de coração apertado quando sei o que acontece na Coreia do Norte, onde os crentes enterram as suas Bíblias nos quintais, porque isso lhes pode custar a vida; ou na Arábia Saudita, onde o Governo paga um salário completo a quem denunciar uma reunião cristã; nas Maldivas, um cristão não pode votar, ocupar um cargo público ou partilhar a sua fé.

Peço a Deus que conforte estes cristãos, nos prepare para a perseguição se for caso disso, e no entretanto nos ajude a ser agradecidos pela liberdade que temos e a não ficar calados, nunca.