29 janeiro 2014

Em Cristo, a minha personalidade é sempre nova, a cada dia.


Não há muitos anos, não me apanhavam a abrir a boca em grupos de partilha, a dar o testemunho da minha vida em público, a fazer orações voluntárias em comunidade, a levantar os braços em momentos musicais, a verbalizar a outros o quanto abençoam a minha vida (escrevia, se tanto), a ser frontal em momentos em que me pediam opinião, ou até a alertar outros em situações de risco.

Seria muito difícil apanharem-me emocionada, e a chorar é que nem pensar! Tudo isto é hoje uma realidade na minha vida, de uma forma muito transformadora, porque revela que aquilo que são os contrangimentos característicos de quem eu sou, têm sido derrotados por algo muito maior. Já dificilmente me apanham numa afirmação de "jamais" porque os jamais têm sido novos e presentes em mim.

Digo isto com a maior sinceridade: se Deus tem mudado tanta coisa em mim, muda qualquer um. Acreditem.