28 abril 2014

Lufada de ar fresco

Vinha sozinha, depois de um dia particularmente cansativo e em que, como sempre depois de esforços feitos, penso: vale a pena.

Ameaçava chover, e lá ao longe o sol iluminava, como se de uma luz ao fundo do túnel se tratasse.
Nestas alturas, é parar e agradecer. Mais um dia em que Deus nos renovou as forças.