16 junho 2014

85 anos

a importância de registar momentos, cada vez mais me convenço disto e de andar sempre com a máquina atrás, é semelhante ao que David fazia com os seus salmos. Quando a memória lhe falhava, estava mais desanimado, esvcrevia ou lia aquilo que Deus já tinha feito, para relembrar aquilo que na nossa cabeça facilmente se evapora.

Ontem a nossa Igreja, aquela a que nos juntámos há apenas ano e meio, completou 85 anos. E as imagens servem para recordar aos mais antigos e para mostrar aos mais novos do quanto já aconteceu, e do quanto Deus permanece fiel. Não importa o quê.