31 dezembro 2014

2015, estás aí?

Não me apraz dizer nada de 2014. Deus foi bom, e Deus é sempre bom, independentemente do que aconteça. Há sempre coisas boas a acontecerem, e isso é graça de Deus. Para 2015 não sonho com coisas extraordinárias, porque sei que Deus já as planeou por mim. Não peço saúde, nem paz, nem comida.

Peço que, aconteça o que acontecer, Deus olhe para mim e se agrade de quem sou. E que me torne mais e mais à imagem do meu Salvador, Jesus. É apenas e só o que desejo para 2015.