30 janeiro 2015

Não ter problemas em ser diferente

O desafio não é de agora. Jesus falou nisso, Paulo falou nisso. Vivemos temporariamente aqui. Quando Paulo fala que não nos devemos conformar com este mundo, fala necessariamente sobre ser diferente. Sobre não ser aceite por toda a gente, sobre fazer escolhas que engrandeçam o Deus para o qual nós fomos criados. Existimos com um propósito apenas: adorar a Deus. Logo, tudo o que fazemos deve ir ao encontro disto.

É muito frequente dizermos que não podemos viver alheados, que estamos inseridos numa cultura, temos de saber estar. Pois, devemos ser sal e luz no mundo. Mas ser sal significa fazer diferença. Não é ser igual ou mais ou menos ou assim assim.

Também quando penso em educação de filhos, tão difícil que é não ceder a tudo o que nos é imposto ao nosso redor, penso que talvez o grande desafio seja conseguir educar para ser diferente. Crescer a ser diferente e não ter problemas com isso. Muitas vezes escolher não ir quando a maioria vai. Falar quando todos se calam. Ficar calado quando todos falam. Amar quando todos odeiam. Ser diferente. Mesmo que isso pareça loucura. Se for para sermos mais como Jesus, enlouqueçamos todos rapidamente.