29 abril 2015

Haja o que houver.

Ao fim de uma dúzia de mensagens, a tentar confortar alguém a quem num espaço de 12 horas tinham acontecido uma série de contratempos em modo montanha russa, a maioria deles ainda sem solução à vista, a pessoa a quem tento trazer ânimo encerra a conversa: " Mas Deus é bom!".

Basicamente tudo se resume a isto.