16 dezembro 2017

Advento, dia 16.



David era um pastor, mas quando Deus olhava para ele, via um rei. Mais tarde, foi nisso mesmo que ele se tornou. David tinha um coração como o de Deus – cheio de amor.Mas isso não significava que ele era perfeito, até porque ele fez algumas coisas terríveis – até matou um homem. A vida de David foi uma grande trapalhada.

Mas Deus pode pegar numa grande trapalhada e fazer com que isso ajude no seu plano.
“Preciso de um novo coração”, pedia David, “porque o meu está cheio de pecado. Torna-me limpo.” Deus ouviu a oração de David. Perdoou-o e fez-lhe uma promessa: “Vou tornar-te grande. E um dia, um rei nascerá da tua família, e este rei curará o mundo inteiro”.

Sabias que David também escrevia e compunha canções? As músicas dele eram como orações. Chamam-se ainda hoje de salmos, e um deles é chamado o salmo do bom pastor (é provavelmente o salmo mais conhecido de todos). E diz mais ou menos assim:
“O senhor é o meu pastor,
Eu sou a sua pequena ovelha.
Ele alimenta-me, guia-me, cuida de mim e dá-me tudo o que preciso.
Tenho o meu coração tranquilo. Tão tranquilo como quando descanso na relva fofa e verde, junto a um riacho.
Mesmo quando ando por sítios assustadores, escuros e solitários, nunca tenho medo, porque o meu pastor sabe onde estou. Ele nunca me deixa sozinho, mantém-me seguro e resgata-me. Ele ajuda-me a ser forte e corajoso. Está a preparar coisas maravilhosas, especialmente para mim. Tudo e mais do que alguma vez imaginei!
Ele enche o meu coração de muita felicidade, tanta que quase rebento! Onde quer que vá, sei que o seu amor é eterno, persistente, inquebrável, infinito!”

Deus deu a David esta canção para que cantasse ao povo e para que o povo soubesse que ele sempre o iria amar e cuidar dele. Tal como um pastor cuida da sua ovelha. E um dia, Deus iria fazer algo que iria inspirar centenas e centenas de canções. Deus iria mostrar ao seu povo de uma vez por todas o quanto o amava.

Um outro pastor iria chegar. Um grande pastor! Seria chamado de bom pastor. Este pastor iria conduzir todas as ovelhas de Deus para junto do lugar onde sempre tinham pertencido – o coração de Deus.