27 janeiro 2012

!

As brincadeiras de rapazes, mais do que tontas, chegam a ser perigosas. Rebolar no chão e simular lutas é coisa que me deixa sempre perplexa, pela diversão que lhes traz. Esqueço-me que cresci com 3 rapazes...
Pois bem, depois de saber que o Joaquim tinha ido para outra sala "pensar" por ter estado na mesma brincadeira de lutas com um colega por diversas vezes, no dia seguinte pergunto-lhe se já se portou bem novamente. Resposta pronta, de olhos arregalados:

"Portei muito bem. O Ricardo queria lutar mesmo, mesmo. Mas eu não lutei mamã. E ele queria mesmo, mesmo lutar!"